Quarta-feira, 4 de Junho de 2008
Realização da maquete

Olá!

 

De acordo com os nossos objectivos procedemos á realização da maquete, reportando-nos a idealizar mais ou menos o nosso projecto do 3CDM.

 

Utilizamos como materiais:

  • Esferovite;
  • Tinta de água de várias cores;
  • Palitos;
  • Cola branca;
  • Jornais;
  • Cortiça;
  • Pincéis de vários tamanhos;
  • Xizatos;
  • Réguas;
  • Marcadores;
  • Entre outros...

Durante as aulas fomos construindo o projecto, aqui mostramos algumas imagens desse trabalho:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por 3cdm às 15:40
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Abril de 2008
Conclusão dos inquéritos:

 

    Após a aplicação dos inquéritos e estudo dos resultados obtidos, concluimos que os habitantes de Murça acham, na maioria dos entrevistados, uma vila boa para viver.

    Acham que a vila de Murça tem poucos investimentos, poucos postos de trabalho, pouca indústria, fracos atendimentos públicos, fracas acessibilidades e sobretudo pouco entretenimento/lazer.

    O que tem de melhor é sobretudo a gastronomia e o bom ambiente entre os habitantes.

    De acordo com os dados, o que se deve fazer na vila para fixar as pessoas, e mais concretamente os jovens, é principalmente a criação de novos postos de trabalho, novas edificações e novas oportunidades para os jovens. O que deve ser  melhorado no futuro são os atendimentos públicos e novas acessibilidades, como já foi referido anteriormente.

    As maiores necessidades são no lazer, na cultura, na economia e na educação.

As várias sugestões que os entrevistados sugeriram para o desenvolvimento da vila são: mais actividades culturais, novos postos de trabalho, criação de novos espaços verdes/lazer, novas edificações e economia.

    Podemos concluir que a nossa vila precisa de novos investimentos para que assim se vá desenvolvendo (desenvolvimento permanente) para que os jovens que são o futuro da vila se fixem e que ajudem na formação de uma Murça melhor e mais desenvolvida.

 

 

 



publicado por 3cdm às 11:01
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Abril de 2008
Avaliação do 2ºPeríodo

Como nos foi pedido iremos apresentar as avalições de AP (2º pedido):

 

Ana Borges: 16

Bruna Santos: 16

Cláudia Gomes: 16

Raquel Guerra: 15

Stéphanie Macedo: 16

 

Agora partimos para a parte mais engraçada, mas também a mais dificil que é a construção do edificio (maquete).

 

 



publicado por 3cdm às 09:40
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008
Notícias da Vila

08-10-2007

Rali de Murça 2007

O Rali de Murça  foi para estrada no dia 13 de Outubro de 2007, desta feita organizado pelo recentemente criado Clube Automóvel da Régua, contando com o patrocínio exclusivo da Câmara Municipal de Murça. Este ano integrado no Campeonato Open de Ralis, a prova contou com os veículos clássicos, que pela primeira vez tiveram uma prova em piso de terra para demonstrar o seu andamento, vindo confirmar as excelentes qualidades que os pisos de Murça apresentam para a pratica dos Ralis em Portugal. O CAR em conjunto com o Município de Murça fez algumas alterações em relação à prova de 2006, que vem de encontro as solicitações da entidade federativa e principalmente dos pilotos. Desta forma, foi retirado o Troço de Paredes, e voltou a realizar-se o troço da Garraia, com uma nova versão sendo designado de Salgueiro/Garraia, que passa desta forma a ser o 1º troço do Rali, mantendo-se os seguintes troços, nomeadamente, Serapicos/Murça e o já famoso Valongo/S.Domingos. Assim sendo em 2007, o Rali de Murça apresentou um total de 90,93 Km, sendo 54,02 Km percorridos em Provas Especiais. Para alem desta alteração a prova compôs-se por duas secções, havendo uma paragem na hora de almoço, que serviu, não só para reagrupar o pelotão, mas também para que os pilotos pudessem analisar as classificações, assim como, para que toda a estrutura do rali pudesse fazer a sua refeição com alguma calma.

Com o Rali de Murça a receber o Campeonato Open de Ralis, manteve-se a esperança que a tradição se mantivesse com um bom número de pilotos, assim como de excelente qualidade, como os que nos últimos anos tem dito sim à prova de Murça. Os prémios foram entregues no auditório de Murça, apresentando a qualidade e beleza a que o Clube Automóvel da Régua já habituou os pilotos, que nesse ano decorrerá juntamente com o serviço de um Porto de Honra. Relativamente aos reconhecimentos, tiveram lugar nos dias 6 e 7 de Outubro, estando desde já garantido que os reconhecimentos foram realizados com os troços fechados e com horários de passagem.Com grande parte das classificativas a passarem junto a E.N 314, os locais espectáculo são muitos e de fácil acesso, mas como tem sido habitual, quem chegou a Murça no dia 07 de Outubro, encontrou toda a informação necessária cruzamento após cruzamento. Para a imprensa fica a informação que o Gabinete de Imprensa fica situado no Auditório de Murça, mesmo ao lado do Podium do rali. Aos Pilotos e Público, ficou feito o convite para participarem dia 12 de Outubro no Rali de Murça.

A animação nocturna está de regresso ao Campeonato Open de Ralis, pois a oitava etapa do calendário conta com mais um pólo de interesse com a realização no dia 12 de Outubro do Showcar de Murça by Beta.

12-09-2007

Rainforest Murça 2007

Manso Preto Vitória carimbada no último dia 

A dupla da Farmácia Manso Preto conseguiu vencer pela primeira vez um desafio internacional. Na Xtreme Murça, Hugo Sá e Luís Moreira impuseram um ritmo forte desde início e uma vez no comando não mais largaram

Hugo Sá e Luís Moreira garantiram para Portugal o triunfo na Xtreme Murça 2007. Esta competição de resistência pretende ser uma recriação do Off Road Malásia Challenge, uma prova onde a dureza das pistas aliada à duração da mesma, cinco dias, fazem com que as equipas tenham de encontra um misto de velocidade e cautela de forma a preservar a mecânica e conseguir assim terminar.
Este ano, a competição decorreu entre os dias 3 e 8 de Setembro em Murça. Portugueses mediram esforços com espanhóis, franceses e búlgaros ao longo de cinco dias de competição e 37 especiais. O cansaço físico e o esforço a que as mecânicas estão sujeitas são dificuldades extra de uma competição que tem vindo a afirmar-se como a mais dura que decorre em Portugal.
A Farmácia Manso Preto até nem começou bem. Um capotanço na quarta especial fê-la perder precioso tempo e pontos. Porém, Hugo Sá e Luís Moreira encetaram um ritmo forte desde então e foram registando os melhores tempos na maioria das pistas seguintes conseguindo anular a vantagem inicial conseguida pela dupla da Quintanillas.
No início do terceiro dia, já a Farmácia Manso Preto liderava a prova e até final foi sabendo responder aos desafios e à pressão sempre exercida por espanhóis e portugueses que lutavam pelas posições do pódio. Até final, Hugo Sá e Luís Moreira confirmaram ser a dupla mais forte em prova e garantiram um triunfo suado.
“Foi uma prova muito difícil. Sabíamos que poderíamos vencer mas os adversários eram fortes e estavam igualmente bem equipados. Depois do erro no segundo dia não baixamos os braços e atacamos sempre. Foi uma prova muito bonita com especiais muito longas e tivemos sempre com a pressão de sermos primeiros. Felizmente conseguimos vencer apesar das dificuldades. É uma vitória extremamente saborosa.”, disse Hugo Sá.
“Provamos que estávamos aqui para vencer e apesar das dificuldades que tivemos por virmos a abrir as pistas conseguimos manter a vantagem. Quero agradecer a todos os portugueses que nos apoiaram ao longo destes cinco dias”, acrescenta Luís Moreira.

Farmácia Manso Preto

 

 

26-06-2007
Murça - Azeite Porca de Murça galardoado com Medalha de Ouro em concurso internacional
 

 
O Azeite Porca de Murça foi premiado com mais uma Medalha de Ouro pelo conceituado concurso “Los Angeles International Extra Virgin Olive Oil Competition” 2007.

Este certame internacional que reuniu este ano mais de 600 participantes e provadores oriundos de diversos países produtores. O azeite virgem extra DOP do Lote 4 (com 30 mil litros), da Cooperativa Agrícola de Olivicultores de Murça, foi o único, entre os muitos concorrentes nacionais, a ganhar este galardão.
O concurso em questão decorreu de 15 a 17 de Maio, estando a atribuição formal dos prémios agendada para o próximo mês de Setembro.

Para o presidente da Cooperativa Agrícola dos Olivicultores de Murça, Alfredo Meireles, este galardão é mais uma vez o “reconhecimento internacional” da qualidade do azeite produzido no concelho de Murça e a “consequência” do trabalho desenvolvido pela Cooperativa. Para o mesmo responsável, para além de ser “muito gratificante”, a recepção deste prémio “obriga ainda a Cooperativa a não se poupar em esforços para manter a boa qualidade do seu azeite”.

Este é o quarto ano consecutivo que a Cooperativa dos Olivicultores de Murça concorre ao certame, tendo sido todos os anos premiado. Em 2004, o Azeite Porca de Murça arrecadou uma Medalha de Prata, em 2005 foi galardoado com duas Medalhas de Ouro e em 2006 recebeu uma Medalha de Prata e duas de Bronze.

Estes não foram, no entanto, os únicos prémios atribuídos ao Azeite Porca de Murça. Em 1996, foi 1º classificado no IV Concurso de Azeite de Trás-os-Montes e Alto Douro, em 1997 foi galardoado com os 2º, 3º e 4º lugares e medalha honrosa a nível nacional no Concurso da OlivoMoura (Alentejo).

Actualmente, o Azeite Porca de Murça é absorvido pelos mercados nacional e internacional, tendo como principais importadores Macau, França, Bélgica, Holanda e a Noruega. Ainda assim, segundo Alfredo Meireles, “há intenções de entrar no mercado americano, com boas expectativas quanto ao Brasil”. Na campanha de 2006/07, a Cooperativa Agrícola dos Olivicultores de Murça, transformou dois milhões de quilos de azeitona, tendo produzido 400 mil litros de azeite.

04-12-2007
Murça - Capela de São Domingos vai ser recuperada

 
A Capela de São Domingos, situada no panorâmico “Morro de São Domingos”, sobranceiro à Vila de Murça, vai ser totalmente recuperada através de um contrato de financiamento recentemente assinado entre várias entidades.

São elas a Direcção Geral das Autarquias Locais (DGAL), a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) e a Comissão Fabriqueira da Igreja Paroquial de Murça, esta última representada pelo pároco Sérgio Manuel Ribeiro Dinis. O processo de candidatura efectuada ao Programa de Equipamentos Urbanos de Utilização Colectiva - Sub-programa 2, foi apresentado pela Paróquia de Murça com o apoio da Junta de Freguesia local, cabendo a elaboração do projecto e demais procedimentos aos técnicos da Câmara Municipal.

O montante comparticipado da obra ascende a 65.310 euros, para uma comparticipação global de PIDDAC, na percentagem de 70% a que corresponde o valor de 45.717 euros. Segundo o presidente da Câmara de Murça, João Teixeira, “a recuperação da Capela de São Domingos e da zona envolvente terá o apoio financeiro possível da autarquia”, considerando que “esta obra vai dar mais dignidade a este espaço de culto religioso”.

O autarca adianta que esta será a 1ª fase de uma obra, que levará em seguida à urbanização do planalto e largo de São Domingos, local onde se realizam as principais festas da vila e de igual modo melhorar este espaço onde ao longo do ano se desenvolvem importantes actividades desportivas na Pista de Autocross. Por seu lado, a Junta de Freguesia de Murça está a equacionar a elaboração de um projecto global que estabeleça a ligação pedonal e automóvel, entre este espaço, o miradouro e o circuito de manutenção já existente.

 

24-04-2007
Murça - Enchente nas gravações dos “Morangos com Açúcar”

 

 

 Embedding disabled by request

 

Na semana passada foram gravadas em Murça as últimas cenas da quarta série juvenil “Morangos com açúcar”. Os décores gravados na vila transmontana irão para o ar no próximo mês de Junho, quando terminar a quarta série desta novela.

Aproveitando a realização do Campeonato da Europa de Autocross, que se disputou em Murça a 15 de Abril, a produção desta série recolheu algumas imagens no decorrer da prova. Já na segunda, dia 16, os actores realizaram algumas gravações na Pista Permanente de Murça, bem como no centro da vila.

Este acontecimento inédito na vila transmontana atraiu algumas centenas de populares, nomeadamente os mais jovens que fizeram “gazeta às aulas” para não perderem esta oportunidade de conhecer os seus ídolos desta série televisiva. Os professores das escolas primárias dispensaram os alunos.

Menos sorte, tiveram os pré-adolescentes que estudam na EB 2/3, pois o director do estabelecimento não foi em cantigas e não deu folga a ninguém. Apesar do contratempo, o presidente da Câmara Municipal, João Teixeira, não teve dúvidas que “muitos faltaram às aulas na mesma”. Afinal, não é todos os dias que a região serve de cenário a uma produção televisiva.

 



publicado por 3cdm às 08:58
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008
Cultura, Desporto e Lazer

    Quer pelas condições naturais de que dispõe, quer pela política cultural e desportiva cultural e desportiva que tem sido preocupação dos últimos anos, Murça tem vários motivos de atracção e lazer para os seus habitantes e para quem a visita.

 

  • O Centro Cultural, composto por Auditório Municipal e Biblioteca, permite o acesso à leitura de eventos locais e nacionais;
  • O Estádio Municipal e as piscinas Municipais permitem por um lado, a realização de eventos desportivos com dignidade e por outro lado, permitem às novas gerações a prática de desporto e lazer saudáveis;
  • Os Rios Tinhela e Tua, com as suas águas límpidas e ricas em fauna piscícola, permitem a realização de pesca desportiva e o encontro de locais de lazer ao longo das suas margens e praias fluviais;
  • Com a floresta e as serras a abraçar Murça, a Caça e as suas zonas associativas são outro atractivo deste concelho e representam um importante índice de desenvolvimento turístico  e económico;
  • O desporto Automóvel nacional e internacional fazem hoje de Murça um local de visita incontornável para os milhares de amantes desta modalidade - Rampa de Murça (Campeonato Nacional de Velocidade) e a Pista de Autocross do Morro de S.Domingos (Campeonatos Nacinal e Europeu de autocross e Kartcross).

 



publicado por 3cdm às 09:12
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008
Monumentos

Monumentos do Concelho de Murça:

  • Edifício dos Paços do Concelho - século XVIII;
  • Igreja Matriz de Murça - século XVIII;
  • Porca de Murça;
  • Capela da Misericórdia - século XVII;
  • Mosteiro das fereiras Beneditas;
  • Pelourinho Manuelino de Murça - século XVI;
  • Casas senhoriais e "brasileiras" da Vila - séculos XVII e XIX;
  • Casas Mistas de Xisto e Granito das freguesias rurais.

Locais da visitar no Concelho:

  • Zona Histórica das Vila de Murça;
  • A Via Romana e a Ponte Velha Filipina;
  • O Castro dos Palheiros;
  • Rio Tinhela - subida das margens a partir da praia fluvial de Penabeice;
  • Fontes de Mergulho;
  • Relógios de Sol;
  • Caves de Murça;
  • Cooperativa dos Olivicultores de Murça;
  • Rio Tua;
  • Praia fluvial da Sobreira;
  • caldas de Sta. Maria Madalena;
  • Serra da Garraia.

 

 



publicado por 3cdm às 11:47
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 4 de Janeiro de 2008
Avaliação do 1º Período

Antes de mais, queremos desejar um FELIZ 2008 !

Que este ano seja muito melhor que o anterior...e que traga muitas alegrias e tudo de bom !

 

Como nos foi pedido iremos apresentar as avaliações de AP (1º Periodo):

 

Ana Borges: 15

Bruna Santos: 15

Cláudia Gomes: 15

Raquel Guerra: 13

Stéphanie Macedo: 15

 

Distraímo-nos pouco no arranque, mas foi só início. Iremos empenhar-nos mais, até conseguirmos atingir os nossos objectivos.

 

 



publicado por 3cdm às 11:32
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007
Murça

MURÇA

Terra de Encanto!

 

   Murça é uma Terra de monumentos singulares, particularizando-se o monolítico berrão, que o povo designou e imortalizou, com o nome de "Porca de Murça".

 

História da Porca de Murça

 

   A "porca de Murça" é, provalmente, um dos mais antigos vestígios da cultura indígena e castreja. É, aliás, um porco de cobrição ou berrão, em tamanho natural, a estátua zoomórfica que encontramos no largo principal de Murça. Terá vindo de outro local do concelho, um castro, onde draganos e zoelae, povos pré-célticos se instalaram. era normal existência destas estátuas rudes, simbolizando machos adorados como divindades, capazes de proteger e manter a fertilidade da espécie, cuja celebração se fazia no masculino. Existem algumas dezenas de berrões em Portugal e Espanha e, onde existem, geram lendas e transformam-se em ex-líbris das terras e orgulho da cultura popular.

 

É o ex-libris da vila e o símbolo marcante deste pequeno, mas riquíssimo município agrícola.

 

   Personalidades ilustres ofereceram-lhe a "cátedra". O "Herói Milhões" marcou pela sua teracidade de figura simples, mas determinada, a época recente da bravura dos homens de Murça. Entre muitos outras personalidades...

 

   O Desenvolvimento do município e, mais em particular,na vila, tem-se verificado notório. 

 

   As infra-estruturas de âmbito social,cultural,assistencial,cooperativo, institucional e a modernidade do meio urbano transformaram o concelho de Murça.

 

   O Emigrante trouxe mais-valias á nossa vila de Murça.

 

   A morfologia das terras xistosas da Terra Quente ou as graníticas das Zona de Montanha e a Terra Fria deram origem á qualidade eximia de produtos regionais, tais como os vinhos, o azeite, a castanha, a maçã, o mel...

 

 

 Murça é a nossa Terra!

 

 

Festas e Romarias:

  • Feriado Municipal - 8 de Maio;
  • Festa em Honra de Nossa senhora dos Aflitos, na Vila de Murça - julho;
  • Festa em honra de Santa Isabel, em Jou;
  • Um julho, Agosto e setembro todas as freguesias têm festas e romarias de cariz religioso.


publicado por 3cdm às 09:21
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 22 de Novembro de 2007
A nossa Vila

Situado na parte oriental do Distrito de Vila Real, Privíncia de Trás os Montes e Alto Douro, o Concelho de Murça ocupa uma área de 171 km2. É composto por 9 freguesias distribuidas por três zonas distintas ao nível geomorfológico e climático:

-Terra Quente, Terra Fria e Terra de Montanha. A 1ª. está inserida dentro da Região Demarcada do Douro.

 

 

A paisagem vinhateira também marca afincadamente o Concelho, na sua zona da Terra Quente, onde as encostas pintadas de socalcos retratam fielmente a Região Douriense.

 

A travessada pelo IP4, Murça encontra-se estratégicamente posicionada, relativamente aos centros urbanos mais importantes do Norte Transmontano. A 20 minutos de Vila Real, 15 minutos de Mirandela, 45 minutos de Chaves e Bragança.

Esta proximidade tem influência ao nível de mobilidade da população.

Sendo um concelho predominantemente rural, a população dedica-se sobretudo à agricultura.

O vinho e o azeite são considerados os motores da economia local, podendo afirmar-se que 70% a 80% do tecido económico funcionam em função destas actividades, produz-se ainda a maçã e  frutos secos, como a amêndoa, o figo e a castanha.

Murça é um dos concelhos mais antigos de Portugal.

 

 

A Origem Etimológica de Murça

 

 A origem etimológica do vocábulo " Murça" está, ainda, envolto de algumas incertezas. Para Correia de Azevedo o nome Murça vem de algum mouro chamado "Muçaunus" que tivesse sido responsável pela fundação da Vila.  Por outro lado, David Lopes defende que Murça é nome próprio entre os hebreus, reportando-se às formas antigas de Moisés,Musa, Muza e Murça. Outraos consideram que o nome Murça deriva de ursa, animal antigo relacionado com a famosa lenda da Porca de Murça.

A autonomia minicipalista impôs-se no primeiro quartel do Sec. XII através da atribuição  da carta foral a Noura (uma freguesia de Murça) e Murça, por parte do monarca D. Sancho II a 8 de Maio de 1224, o julgado ou concelho de Murça de panóias recém criado correspondia à Paróquia de Santiago de Murça, que era uma das trinta e três Paróquias de Panóias.

 

 

Gastronomia

 

   

A gastronomia é o reflexo das características geoclimáticas já apresentadas, variando de zona para zona e é o resultado de uma longa história de tradição. Surgem-nos assim os enchidos  pratos à base de carne de porco, engordados com o milho e castanha, o cabrito assado em forno a lenha, criado nos montes da Terra Fria e da montanha, bem como os queijos de cabra. A bola de carne e o folar são iguarias sem as quais não se passaria. Também ao nível da doçaria, a história de Murça está presente com os deliciosos doces conventuais. Aqui, o Toucinho de Céu e as queijadas são especialidades que vêm do tempo das freiras beneditas que por aqui passaram. Para completar o bom sabor de todas estas iguarias podem e devem ser regadas com os famosos " Vinhos de Murça", excelentes vinhos de mesa, tintos e brancos , característicos da Região Demarcada do Douro, bem como os adamados néctares  que são os vinhos generosos desta região.

 

Artesanato

 

    O artesanato, chega-nos pelas peças para uso diário, o caso das almotolias, ou peças artísticas, em artísticas, em alumínio latão ou cobre; pelas rendas; peças de linho; réplicas de monumentos em madeira e pela tanoaria.

 

 



publicado por 3cdm às 11:09
link do post | comentar | favorito

A demora

A nossa demora em criar o blog, deveu-se ao simples facto da incerteza que existia no grupo de participar no concurso das Cidades Criativas.

 

 

Começamos por pensar no que realmente queriamos fazer na disciplina de Área de Projecto. Ao vermos que dispomos de alguns apoios, e porque acreditamos que a nossa Vila tem capacidade e potencial para tal, decidimos então participar e dar o nome ao nosso projecto de 3CDM (Casa de Cultura, Ciência e Desporto de Murça). 

 

 

Decidimos colocar mãos à obra e seguir a planificação sugerida pela organização do concurso. Iniciamos, assim, o diagnóstico da nossa Vila que nos ocupará durante o 1º período.

 



publicado por 3cdm às 10:51
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim
.posts recentes

. Realização da maquete

. Conclusão dos inquéritos:

. Avaliação do 2ºPeríodo

. Notícias da Vila

. Cultura, Desporto e Lazer

. Monumentos

. Avaliação do 1º Período

. Murça

. A nossa Vila

. A demora

.arquivos

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds